.Posts Recentes :

. PREFÁCIO DO RELATÓRIO DO ...

. ARQUITECTURA COVILHANENSE...

. VOLTA A PORTUGAL DOS LIVR...

. REGIÃO DE TURISMO DA SERR...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

.Arquivos :

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Pesquisar neste Blog

 

.Uma Rádio feita só para ti

.tags

. todas as tags

.Apresentação de final de período

Quarta-feira, 12 de Março de 2008

PONTO DE SITUAÇÃO E REDIRECCIONAMENTO DA NOSSA TRAJECTÓRIA COLECTIVA, DOS PRÓXIMOS TEMPOS

 

GRUPO SURREALHUMANITY / TORTOSENDO

DO EXTERNATO DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS

 

SURREALHUMANITY NO JORNAL

"NOTÍCIAS DA COVILHÃ"

 

“QUE EDUCAÇÃO NECESSITA

A BEIRA INTERIOR DO FUTURO ?”

 

 

 

Cinco jovens ambiciosos decidem olhar, mais de perto, os meandros daquele que será o novo paradigma educacional emergente das próximas décadas, à escala mundial, europeia e, em especial, regional.

 

Encarando com determinação a realidade da actual Beira Interior, este grupo de jovens do Externato de Nossa Senhora dos Remédios do Tortosendo, apodado de SurrealHumanity, entendeu por bem, no âmbito do seu envolvimento na primeira edição do concurso nacional intitulado “Cidades Criativas”, promovido pela Universidade de Aveiro e pela APPLA, trazer, à mesa do processo negocial regional, a mais abrangente das temáticas : a tão badalada Educação.

 

Concluída a fase de auscultação dos agentes locais e de diagnóstico desta vasta área territorial, em curso desde Outubro último, eis, pois, chegado o momento adequado para dar a conhecer, às populações locais, as principais linhas de orientação do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido.

 

Os mentores e protagonistas desta iniciativa, os alunos, Teresa Micaela Casteleiro, Samuel Dias, Fábio Barata, João Nuno Delgado e Ruben Espírito Santo, não têm dúvidas quanto ao facto de a Beira Interior, na sua globalidade, carecer de um outro tipo de espírito de concertação, da parte dos seus principais agentes sociais e culturais intervenientes, que fosse passível de criar um outro tipo de dinâmica em rede, claro está, alicerçada numa sólida visão regional capaz de fazer a ponte entre o legado de um presente passado e o, ainda difuso, futuro.

 

É forte convicção dos SurrealHumanity, - certamente, ampliada pelas estatísticas confrontadas - um pouco como sucede por todo o nosso território nacional, que a progressiva descentralização e concepção de autonomias às escolas, designadamente, na estruturação dos seus próprios projectos educativos, vem, não só, relançar o debate educativo nos seus aspectos essenciais, até aqui focalizado num modelo mais fechado, como também solicitar alguns reajustamentos e criação de novos mecanismos de adaptação às novas exigências.

 

Daí que, diga-se de passagem, com algum sentido de oportunidade, estes jovens do décimo-segundo ano, tendo sido aconselhados pelo seu Professor Supervisor de Área de Projecto, decidiram pôr mãos à obra, tendo já iniciado a sua vasta pesquisa, em busca de “boas práticas”, havendo perpassado, com minuciosa acuidade, múltiplos documentos e programas com a assinatura da Unesco e da União Europeia ; tanto mais, num ano em que se celebram, conjuntamente, os 60 Anos da Declaração Universal dos Direitos do Homem, o Ano Europeu para o Diálogo Intercultural e o Ano Internacional das Línguas.

 

Naturalmente que programas como “A Educação para todos até 2015” sob a tutela insuspeita da Unesco, ou como Literacia  Digital no quadro da Aliança das Civilizações, ou mesmo como o Erasmus Mundus, sem descurar as Cátedras Jean Monnet com reconhecidos casos de sucesso, estiveram no centro de toda a sua investigação conjunta, isto sem esquecer as suas, cada vez mais, apetecíveis tertúlias. Nelas flutuam temas diversos, como sejam : o Diálogo entre as várias religiões, o Multilinguismo, a Interculturalidade, o Transnacionalismo ou Supranacionalismo, a Cooperação Estratégica com a vizinha Espanha, o lugar a ocupar pela riquíssima Literatura Portuguesa na construção da Identidade Europeia, a criação de Projectos Educativos Transnacionais, etc.

 

De momento, a avaliar pelas peremptórias declarações do Professor Nelson Agostinho, a propósito dos futuros desenvolvimentos da trajectória delineada, estão projectadas três acções  devidamente articuladas entre si, para já e ao que tudo leva a crer, com a intenção clara de divulgar o projecto em curso e de mobilizar a sociedade civil, quem sabe agilizando os demais agentes sociais em continuidade, – desde logo, Docentes, Encarregados de Educação e Representantes de Associações ligadas à Educação e à Cultura e todos os demais interessados com o amanhã das nossas crianças e jovens – em torno desta problemática social, absolutamente, nevrálgica para as próximas décadas do século XXI :  

está, neste momento, já criado um Fórum Educativo Regional Digital, na Rede, denominado “À Beira de Educar”, no qual esperamos poder ter múltiplas visitas e pertinentes comentários, ricos em conteúdo e sugestões ;

 

em paralelo, equacionou-se, também, lançar um movimento de sensibilização, a todo o país, por via do concurso Cidades Criativas, designado de “Movimento Interior Amanhã”, em prole da legítima defesa dos interesses de todo o Interior, - mormente, da Região da Beira Interior na qual nos inserimos - que poderá ser subscrito por todos aqueles que, tal como os Surreal, anseiam por um outro tipo de progresso – tendo para este efeito, criado uma Mailing List para partilha de informação e troca de impressões e concebido, propositadamente, um Panfleto de Divulgação desta acção, em perfeita circulação pelos múltiplos locais públicos da zona ;

 

e, na sequência, após o envio e circulação do referido panfleto síntese, o grupo pondera, em acréscimo, delinear um Roteiro/Referendo, com objectivos precisos, pelas várias localidades, escolas, autarquias, instituições de ensino superior e associações existentes, sob a invulgar designação de S.On.S. Educar - Surreal On the Schools, com o intuito de promover a criação de uma base sólida de convergência entre os diversos agentes sócio-educativos, com relativo pendor afirmativo à escala regional, e de poder erigir género de uma colectânea das várias sensibilidades presentes, por forma a viabilizar a ratificação de uma futura Carta Educativa Regional, no lugar das habituais Cartas Concelhias, na qual sejam alcançadas uma Identidade e uma Visão claras nos seus pressupostos vertebradores essenciais.

 

A título de glosa, os Surreal do Externato do Tortosendo, ao que nos é dado a constatar, procurando, também, fazer jus à formação integral que esta acolhedora instituição, com uma já larga tradição personalista, continua a fazer questão de ministrar, com todas as provas e mais algumas, com todas as garantias, não deixarão de levar por diante os seus convictos propósitos :

maior preocupação com o ensino e a formação profissional;

especial destaque ao ensino especial, particularmente, na área das acessibilidades a pessoas portadoras de deficiência;

introdução de uma visão mais empreendedora da escola, desde logo, na sua estreita ligação à vida real ;

aposta nas áreas da cidadania e da interculturalidade, vinculadas a um outro conceito de Literacia Digital ;

preocupação com a polivalência dos tempos vindouros, num novo quadro multipolar de mobilidade e globalização, nomeadamente, no quadro da União Europeia, apostando no domínio de outras línguas de futuro ;

promoção do reencontro paulatino com a dimensão histórica e filosófica da Humanidade, sem olvidar as milenares tradições patrimoniais ao nosso dispor; sensibilização crescente para o despertar de uma nova ética de responsabilidade, a suster, por exemplo, em matérias tão delicadas como a clonagem, a manipulação genética, a energia nuclear, a eutanásia, os cuidados paliativos e a questão climática e ambiental ; entre outras.

 

A novidade que estes adolescentes nos trazem é espantosa, isto se tivermos por base as habituais revindicações dos jovens, - veiculadas prontamente pelos media - relativamente às importantes mudanças reformistas de fundo necessárias para catapultar uma educação séria, ainda que árdua, capaz de os preparar, verdadeiramente, para o século em que se encontram. Mais do que exigir grande viabilidade de meios materiais, este grupo percebeu que a dimensão imaterial muito tem para ofertar, bastando, como é seu apanágio, acreditar e estar disponível para lutar, mesmo que gratuitamente, por causas colectivas.

 

Se Educar é testemunhar, humanamente, a Verdade e o Amor, na mais sublime radicalidade, é caso para nos interrogarmos se alguém foi ou não capaz de dar a estes jovens esse desejado testemunho. Queremos acreditar que sim...

 

Talvez seja mesmo verdade, só quem nos ama, a sério, é capaz de nos educar enquanto pessoa que somos. Fica, pois, à vossa consideração …

 

 

Conheça melhor as ideias e intenções destes jovens em:

 

Blog : http://surrealhumanity.blogs.sapo.pt

 

Fórum Educativo Regional : http://surrealhumanityxxi.forumeiros.com

 

Mailing List MIA : http://br.groups.yahoo.com/group/surrealhumanitymia

 

e-mail Professor Supervisor : morais.nelson@sapo.pt

 

 Sítio, na Rede, do Notícias da Covilhã : www.noticiasdacovilha.pt

 

O Grupo de Jovens SurrealHumanity

e o seu Professor Supervisor,

Nelson Morais Agostinho.

      Tenham um bom e criativo trabalho ...

 

 

Sinto-me: ESCLARECIDO MAMMA MIA !
tags:
Publicado por $urrealHumanity às 16:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
|

.Lloret de Mar

.Mais sobre mim

.Tu fazes parte deste número

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Favoritos :

. Apresentações CCC on the ...

.LinKs

blogs SAPO

.subscrever feeds