.Posts Recentes :

. PREFÁCIO DO RELATÓRIO DO ...

. ARQUITECTURA COVILHANENSE...

. VOLTA A PORTUGAL DOS LIVR...

. REGIÃO DE TURISMO DA SERR...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

. EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITE...

.Arquivos :

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Pesquisar neste Blog

 

.Uma Rádio feita só para ti

.tags

. todas as tags

.Apresentação de final de período

Domingo, 11 de Maio de 2008

EXCERTOS DA PRODUÇÃO LITERÁRIA DOS SURREAL NO ÂMBITO DA SUA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO LITERÁRIO 2008

PARTE VI

 

 

Penso nos jovens do mundo actual e dou de caras com eles, à procura de quórum em uníssono, vendo-os cada vez mais perto da solidão profunda que os assola interiormente.

 

A cada dia que passa, sinto-os a afastar para um desconhecido nenhures ; quem sabe, se julguem indígenas ou até alienígenas, tão longe que se encontram do sorriso familiar que não se vê reflectir, de modo nenhum, em suas esfomeadas almas. Vivem de uma instabilidade psicológica, sem paralelo na história, que os obriga a caminha à deriva, deixando-as sem força para poderem reagir.

 

Aliás, basta assistir aos mais variados noticiários televisivos e ler as primeiras páginas dos jornais diários mais vendidos, para perceber o porquê das actuais preferências da contra-cultura já fortemente instalada : deixa-se de adquirir essa plêiade de notícias em detrimento dos multicolores jornais desportivos, cujas primeiras páginas estimularam o brotar dos grafitos ; vive-se na ilusão quasi-planetária do mundo a falar o “cocooning futebolês” das jovens SAD - não sei se o preanunciado ex libris do Monsieur, le Marquis de Sade -, já regulamentado nas principais bolsas mundiais ; e os Livros vão envelhecendo au ralenti, nas poeirentas e obsoletas prateleiras que aceitam votá-Los ao ostracismo, cada vez mais candidatos a desfalecer sós, um pouco à moda das Crianças mais velhas, abrigadas no regaço esguio das Misericórdias - Elas mesmas contando já com os seus dias contados.

 

É caso para relembrar as doridas palavras de Gustavo Adolfo Bécquer a este propósito : “Horrível não é que os defuntos descansem em paz, nos cemitérios. Horrível é morrer asfixiado pelos muros de cimento da solidão.” Até porque o inferno não está alojado nos outros ; vive é da sua impaciente ausência.


Aproveitaria para abrir o leque, alargando esta ideia aos Livros, às Bibliotecas, aos Museus, aos Monumentos, às Exposições, aos Espectáculos e à própria História. Por favor : deixem-Nos viver em paz, não Os votem ao mais desterrado abandono; deixem que Eles, no seu paulatino desabrochar, Se insurjam contra as ofensas com que a Cultura se vê permanentemente perpetrada.


É preciso Educar, e sem Eles, será muito mais difícil !Acreditem piamente nisso, por favor!


Quanto a mim, continuo a desejar que a Eternidade possa assumir a forma de uma indescritível Feira Celestial do Livro, onde cada um de nós possa unir os Reinos da Terra e dos Céus, mediante a sua pessoal Liturgia das Horas, sustentada, em ritmo beneditino, por textos em clave gregoriana. Mantenho-me, pois, fiel à máxima latina “ non multa, sed multum”, na qualidade de guia de orientação para uma proveitosa e aprazível leitura.

 

Nunca olvidem que Ler é aprender a ver, nos outros, tudo aquilo que, também nós, somos.

 

Lembrem-se de que Escrever, é oferecer tudo aquilo que se é, no hoje, para que os nossos semelhantes consigam chegar a tudo aquilo que sempre almejaram ser, no amanhã.

Sinto-me: UM POETA, SEM PÊRA, E PERAS !
tags:
Publicado por $urrealHumanity às 15:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
|

.Lloret de Mar

.Mais sobre mim

.Tu fazes parte deste número

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Favoritos :

. Apresentações CCC on the ...

.LinKs

blogs SAPO

.subscrever feeds